sábado, 24 de novembro de 2012

Manifestação no mundo de repúdio ao Japão

DIVULGAÇÃO

VAMOS COMPARECER & DIVULGAR!

AMANHÃ _DOMINGO, às 15 hs __ no RIO DE JANEIRO


http://www.facebook.com/events/113926858771147/


Entrada do ARPOADOR, Praia de Ipanema, 15 hs.



foto/divulgação/Facebook
De:CADEIA PARA QUEM MALTRATA OS ANIMAIS

Ativistas de Tóquio contra golfinho, baleia caça rally


AFP - ambientalistas e nacionalistas realizou comícios opondo-se sobre a questão de golfinhos e baleias do Japão caça em um confronto raro no centro de Tóquio, no sábado, levando a cenas com raiva.

Cerca de 50 ativistas anti-baleação reuniram-se em um parque no Shibuya distrito de compras com banners com slogans tais como "Parar a caça de golfinhos cruel!" enquanto em toda as rua cerca 30 nacionalistas gritou "Sai Japão!"

Os nacionalistas acusaram os ambientalistas de minar a cultura japonesa e tradições, dizendo que "os terroristas ambientais" devem ser enviados para matadouros.

O rali foi parte de manifestações, a ser realizada em todo o mundo neste fim de semana contra a matança de golfinhos na cidade japonesa de Taiji, de acordo com o organizador, a ação para os mamíferos marinhos.

Manifestações também são planejadas em cidades, incluindo Londres, são Paulo, Vancouver e através dos Estados Unidos, disse que o grupo baseado em Tóquio.

Taiji, no oeste do Japão, chamou a atenção mundial depois de "The Cove", um filme contundente sobre o golfinho anual caça lá, ganhou o Oscar de melhor documentário em 2010.

Pescadores corral centenas de golfinhos em uma baía isolada, selecione algumas dezenas para venda para aquários e resto de carne de abate. A caça de golfinhos tem lugar durante um período de meses.

Os manifestantes também chamado para acabar com a missão de baleeira patrocinada pelo Estado anual do Japão para o sul do oceano, devido a iniciar nas próximas semanas.

Japão caça baleias usando uma brecha em uma moratória global que permite a chamada "pesquisa científica", apesar da carne é mais tarde vendida abertamente nas lojas e restaurantes.

Manifestantes anti-Whale e golfinho-caça março em Tóquio, no sábado. O rali foi parte de manifestações, a ser realizada em todo o mundo neste fim de semana contra a matança de golfinhos na cidade japonesa de Taiji, de acordo com o organizador, a ação para os mamíferos marinhos.

fonte: .france24.

......................................................................................


Em Toquio foto/divulgação/Facebook

Nova Zelândia entra na ação judicial contra caça de baleias na Antártida


A Austrália deu entrada com uma ação judicial junto do Tribunal Internacional de Justiça, em 2010, em que questiona a validade do programa científico japonês na Antártida, através da qual o Japão justifica as capturas de cetáceos.O ministro dos Negócios Estrangeiros neozelandês, Murray McCully, disse, num comunicado citado pela agência noticiosa espanhola Efe, ter apresentado junto do tribunal uma declaração de “intervenção”, a qual permite a uma terceira parte não litigante expor o seu ponto de vista legal perante aquele tribunal.
No final desse ano, o Governo neozelandês anunciou que pretendia intervir no caso e “agora entregou a sua declaração de intenção”, afirmou o ministro, sem facultar mais detalhes, já que o processo está em curso.
O ministro lamentou que a Nova Zelândia se tenha visto obrigada a adotara a via legal, depois de quase três anos de “duro trabalho” em busca de uma “solução permanente” que permitisse travar a caça de baleias na Antártida.
McCully explicou que como membro da Comissão Baleeira Internacional, a Nova Zelândia quer assegurar o bom funcionamento deste organismo e o adequado respeito e correta aplicação da Convenção Internacional Para a Regulação da Caça Baleeira.
O Japão abandonou a caça de baleias em 1986 na sequência de uma moratória internacional, contudo, retomou-a um ano depois sob o chapéu de um programa com fins científicos autorizado pela comissão baleeira, apesar do ceticismo de muitas associações e países.
Fonte: RTP

Britânica é proibida de ter animais após acusações de maus-tratos

Reino Unido

Cachorros da raça shih-tzu foram encontrados em situação deplorável (Foto: Reprodução/Daily Mail)
Uma mulher do Reino Unido foi presa e proibida de ter animais, após deixar seus cachorros em uma situação deplorável. Os três cãezinhos da raça shih-tzu estavam tão peludos e descuidados que mal podiam andar ou enxergar. Restos de fezes e alimentos estavam grudados no emaranhado de pelos dos pobrezinhos, que, obviamente, ficaram doentes.
Um oficial da RSPCA (uma espécie de Sociedade Protetora dos Animais da Europa) resgatou os cães, que eram obrigados a se arrastar pelo chão, usando as patas dianteiras, devido ao excesso de pelos e sujeira que pesava em seus corpos minúsculos.
Segundo o veterinário que recebeu os animais, este fora o pior caso de abandono já visto por ele. “Eu trabalho no RSPCA há 15 anos e já testemunhei coisas horríveis. No entanto, posso dizer, honestamente, que nuca vi algo tão profundamente deprimente como o caso desses três shih-tzus. Só consegui identifica-los como cães, porque havia pontos visíveis da boca, nariz ou olhos através dos dreadlocks formados por seu pelo e pele”, disse o inspetor Trevor Walker ao “Daily Mail”.


Foto: Reprodução/Daily Mail
A tutora dos animais, Pauline Kinghorn, de 63 anos, foi indiciada por maus-tratos e respondeu pelo crime no Tribunal de Magistrados de Bedlington, Northumberland. Ela foi acusada de negligencia, ao deixar os cachorros por cinco ou seis meses sem cuidados.
Depois do julgamento, a mulher foi condenada a oito meses de prisão, 12 meses de suspensão e uma ordem de toque de recolher de dois meses – que significa que ela deve permanecer em casa entre 19h e 7h todos os dias, sob “vigilância” de uma pulseira eletrônica que controlará seus passos.
Segundo o jornal britânico, em 2003, Pauline já havia sido condenada a ficar longe de gatos durante cinco anos, após admitir acusações de não garantir o bem-estar de 12 felinos. Ela também admitiu ter causado sofrimento desnecessário aos três cachorrinhos e a um pastor alemão (que precisou ser sacrificado devido a sua saúde debilitada), entre os meses de outubro e abril deste ano.
Conforme seu advogado de defesa, a idosa tem problemas de saúde, inclusive, deficiência visual provocada por catarata, e que não tinha ninguém que pudesse ajuda-la a cuidar dos animais. “Este não é um caso de crueldade deliberada, mas, sim, de negligência. Ela não sabia como se virar para obter ajuda”, argumentou o defensor, Paul Watson.
Além das penas já citadas, Pauline também terá de pagar R$850 à RSPCA para cobrir os gastos com o tratamento dos animais, que serão adotados por novos tutores.
Foto: Reprodução/RSPCA


Após a tosa, os animais voltaram a enxergar (Foto: Reprodução/RSPCA)
Fonte: Vírgula

Cachorro sente sintomas de vazamento de gás e salva vida de jogador e sua namorada


Um casal de namorados foi salvo por seu cachorro de um envenenamento por monóxido de carbono. Segundo Heather Weir, namorada de Jamie Ness, jogador do Stoke City, o labrador Alfie passou a agir de forma estranha, dormiu durante todo o dia, o que a levou a pedir ajuda. Assim que os engenheiros chegaram à casa, foi constatado o vazamento.
O gás estava vazando do fogão da casa do casal e estava envenenando lentamente o cachorro. Se não fosse descoberto, o problema poderia matar Heather e Jamie.
“Sem o comportamento estranho do cachorro, eu e Jaime levaríamos meses para descobrir o vazamento em nossa casa. Eu o amo muito e estou muito agradecida por ter uma companhia tão maravilhosa. Ele salvou nossa vida”, disse Heather, que trabalha como modelo, ao jornal “Daily Mail”.
A modelo já havia sentido um cheiro estranho e foi atendida, porém, o cachorro passou a apresentar um comportamento estranho nos últimos tempos.
“Nas últimas quatro semanas, Alfie estava dormindo o dia todo. Ele tinha parado de brincar e estava muito apático”, afirmou Heather, que chegou a sentir alguns efeitos do vazamento, mas Jamie não apresentou nenhum sintoma.

Depois de 100 anos, lobos selvagens voltam a ser vistos perto de Berlim


Foto: Reprodução
Graças à recuperação florestal e da fauna da antiga Alemanha Oriental, os lobos selvagens estão voltando. Depois de 100 anos, eles foram vistos perto de Berlim, segundo uma matéria da Planeta Sustentável.
Essa é a primeira descoberta de lobos vivendo e procriando tão perto de um centro urbano tão grande foi a primeira desde a reunificação da Alemanha, em 1990.
O escritório alemão do World Wildlife Fund (WWF) disse que fazendeiros foram alertados da existência da matilha, que parece ter se movido para uma área abandonada de exercícios do exército da ex-União Soviética, perto da cidade de Sperenberg.
Oficialmente o “último lobo” da Alemanha tinha sido morto a tiros por caçadores em 1904. Em 1990, um ano após a queda do Muro de Berlim, os animais foram declarados espécie protegida e a população começou a crescer de novo. Alguns deles foram vistos em áreas remotas do leste alemão, depois de terem entrado no país pela fronteira com a Polônia.
fonte: anda

Arquitetos desenvolvem casas e brinquedos de acordo com a raça do cão


Foto: Divulgação (UOL)
Lançado no dia 15 de novembro e disponível desde o dia 20 para internautas do mundo todo, o site “Architecture for Dogs” propaga a iniciativa do designer japonês Kenya Hara de disponibilizar produtos de desenho inspirado e boa qualidade para cães, uma forma de mudar a relação entre humanos e cachorros, deixando-a ainda mais harmoniosa e alegre.
A iniciativa se baseia em projetos de casinhas, brinquedos e utilitários por grandes nomes da arquitetura e do design internacionais – como Kengo Kuma, Konstantin Grcic e o escritório MVRDV – segundo as características de raças de cães específicas. Essas peças farão parte de exposições de arte e design, como a Art Basel em Miami (de 5 a 9 de dezembro), e podem ser copiadas pelos usuários do site em um esquema “faça você mesmo”.
Foto: Divulgação (UOL)
Ao abrir o site e dentro da aba “Community” há um chamamento incentivando os donos de cães a baixarem os projetos, executá-los e, depois, compartilhar os resultados via internet, através de imagens e comentários. Os desenhos dos produtos pode ser acessado na sessão “Architects”, clicando nos nomes dos escritórios e profissionais. Nas respectivas páginas ainda há indicativos sobre o nível de dificuldade e o tempo gasto para a execução dos objetos.
Arquitetando a ideia
Segundo Doug Roche, diretor associado do projeto “Architecture for Dogs”, Kenya Hara teve a ideia há alguns anos e passou a estudar e observar a interferência direta da arquitetura no dia a dia das pessoas, acabando por escolher aplicá-la aos cães por estes serem animais que geram amor em sentido amplo e em todo o mundo.

Foto: Divulgação (UOL)
“Este projeto é uma forma de mudar a relação que temos com nossos cães. Humanos têm criado e cruzados espécies de cachorros há dezenas de milhares de anos, por esta razão, esses animais são agora inteiramente dependentes de nós. Por outro lado, os humanos vivem em ambientes projetados, construídos. Nossas casas são – obviamente – construídas em escala humana, mas o ‘ Architecture for Dogs’  pretende explorar formas de tornar nossos espaços de convivência mais amigáveis aos cães”, explica Roche.
Em uma época que os pets ganham, cada vez mais, serviços e produtos para o conforto, tal perspectiva parece lúcida e bem resolvida. Cães tratados como cães, através de designs de boa qualidade.
Veja outros projetos aqui.
Fonte: UOL


Cadela com muitas dificuldades para se locomover precisa de ajuda, em SP

Abandonada

Foto: Divulgação
Queria pedir ajuda urgente pra essa cachorra que está praticamente se arrastando. Preciso de uma veterinária que possa me ajudar com este animal que está sofrendo na rua. Não anda mais, se arrasta e, além disso, tem um tumor nas costas que está piorando o estado dela.
Não sei o que acontece com as pernas da frente, estão rígidas, parece que está tendo contrações. Por isso o pedido de urgência para este animal. Posso ficar com ela, o problema é conseguir alguma clínica veterinária que pode me ajudar nesta parte de ela nem andar.
Não tenho condições financeiras pra isso. É fêmea, está próximo da Rua Icaturama – bairro Cidade Ademar, em São Paulo.
Contato: Alessandra (11) 5677-8670 ou ilvamartins@hotmail.com
fonte: .anda

Vídeo registra resgate de cadela em rio congelado no Canadá


Equipe agiu rápido e chegou a Bella em apenas 4 minutos (Foto: Reprodução)
Uma mulher passeava com sua cadela “Bella” no parque Wilfrid Laurier, no Canadá, quando o animal correu para o rio North Saskatchewan, que estava congelado. Porém, o gelo cedeu, e Bella ficou presa na água congelada.
Felizmente, uma equipe de resgate chegou rapidamente o local e, em apenas 4 minutos, dois homens conseguiram alcançar a cadela com uma jangada. O animal estava com muito frio, porém aparentava estar bem, e foi colocado no solo em segurança.
“Vemos muitas coisas ruim ao fazer nosso trabalho, então é muito bom quando ocorre algo feliz assim”, afirmou o capitão Terrt Letcher, que participou do resgate. “É uma sensação boa quando você faz algo que ajuda o próximo”, completou Chris Nielsen, que ajudou a salvar Bella.
Assista ao vídeo:
Fonte: G1

Carne de animal silvestre é apreendida em feira de Aracaju (SE)


Teiús mortos e divididos em partes para o consumo foram apreendidos (Foto: PM-SE)
A Polícia Militar de Sergipe, através do Pelotão de Polícia Ambiental (PPAmb), flagrou na quarta-feira (21), um senhor vendendo animais silvestres já mortos, na Feira Livre do Conjunto Augusto Franco, em Aracaju.
A guarnição composta pelo sargento Daniel, cabos Soares e Santiago recebeu a informação do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) de que um homem estaria vendendo ´carne de caça´ nas proximidades da avenida Canal 4, na feira livre que acontece todas as quartas-feiras, no Conjunto Augusto.
Segundo informações passadas ao Ciosp por um consumidor que estava na feira, ao passar pela banca do senhor, ele identificou alguns animais mortos semelhantes a lagartos, embaixo de uma lona. Ao chegar ao local, a guarnição percebeu que muitas pessoas estavam adquirindo a carne.
Em uma revista detalhada por toda a banca, os policiais encontraram diversos animais da espécie teiús, mortos e divididos em partes para o consumo e a parte traseira de um veado, também já cortado em partes para o consumo. “Descobrimos que os animais são trazidos já abatidos do interior do Estado sob encomenda, já que é grande o público que aprecia a carne de caça”, informou o sargento Daniel.
Diante do flagrante, os policiais apreenderam todo o material e conduziram o comerciante à Delegacia Plantonista por prática de crime ambiental previsto no artigo 29 da Lei de Crimes Ambientais. O caso ficou aos cuidados do delegado Wellington Fernandes.
Fonte: FAXAJU

Ruas de Montes Claros (MG) recebem cães na 3ª edição do ‘Cãominhada’


Na edição de 2011 o publico compareceu levando seus animais (Foto: Rubens Santana – Assessoria Pet shop Agroaves)
Mais de mil cachorros devem circular pelas ruas de Montes Claros (MG), no próximo domingo (25), na 3ª edição do “Cãominhada”. O dia é voltado para o bem-estar físico e mental dos animais e centenas de pessoas devem levar seus cães para andar pela cidade e ter um dia de entretenimento com o seu melhor amigo.
De acordo com o organizador do evento, Herivaldo Carneiro, a Cãominhada proporciona o espaço perfeito para o entretenimento de cães e pessoas, que além de passearem com seus animais, terão acesso a novidades e soluções do setor pet. “Nos estandes, os tutores de animais poderão obter avaliação sobre a saúde do animal, além de corte de unhas, vermifugação, limpeza de ouvidos, entre outros serviços”, conta.
Nos dois primeiros anos da Cãominhada, o público compareceu levando seus animais e para esta edição, a meta é superar o número de participantes. O organizador do evento afirma que as inscrições estão “bombando” e que o dia promete.
Além do entretenimento, um dos objetivos da Cãominhada é conscientizar a população sobre a importância de caminhar com o seu cão e a “guarda responsável”, além de dicas de prevenção contra a leishmaniose. “Durante o passeio, colaboradores vão orientar os tutores dos animais e visitantes com dicas de prevenção de diversas doenças, para que o encontro seja mais uma vez uma alegria e um prazer para todos”, diz Herivaldo.
Depois do percurso, por algumas ruas da área central da cidade sentido à Praça de Esportes, os participantes irão concorrer a brindes e ainda vão poder assistir a apresentações dos cães da Rocca (Ronda Ostensiva com Cães da Polícia Militar) e do Canil Guardião do Presídio de Montes Claros.
Serviço
3ª Cãominhada de Montes Claros
Data: domingo (25)
Horário: 8h
Local: saída da Praça da Catedral e chegada na Praça de Esportes.
Fonte: G1

Designer de moda ecológica lança editorial fotográfico para despertar consciências


Marlene Oliveira, designer de moda ecológica de 27 anos (Foto: Reprodução/P3)
Este editorial fotográfico pretende agitar consciências. A sua mentora, Marlene Oliveira, designer de moda de 27 anos, o nomeou de “ser perfeito”, mas, na verdade, os animais escolhidos são portadores de algum tipo de deficiência. Esse é o mote e é também o apelo da designer de moda ecológica: “A perfeição não se vê, sente-se”.
Fotografado na “quinta do senhor Daniel”, a jovem pediu ajuda aos vários amigos que trabalham em associações de animais como a Maranimais, o Projeto Pata ou a Quintinha da Charca, para conseguir estes animais de quatro patas que “ficam sempre para trás na altura da adopção”.
O objetivo é romper com os preceitos que ditam o que é a perfeição. Quando se trata de animais, “a moda acaba por exibi-los como apenas mais um acessório e criar tendências como comprar animais de raça em vez de adotar os abandonados”, lê-se no comunicado de imprensa.
No editorial, participaram quatro modelos, um produtor de vídeo, uma fotógrafa, as várias associações, bem como o senhor Daniel e a esposa. E, claro, cães, gatos, cavalos e uma cabrinha, todos com necessidade de cuidados especiais.
Foto: Sara Branco
Um projeto sustentável
Em todos os trabalhos desenvolvidos enquanto designer de moda, Marlene nunca se esquece da questão da responsabilidade social, até porque acredita que a moda e a arte são ferramentas que permitem mudar mentalidades.
Mantém-se fiel a si mesma e afirma que quem conhece o seu trabalho sabe que não usa peles, pelos, lãs ou sedas nas suas criações.
Recorre a materiais ecologicamente sustentáveis, como algodão biológico ou linho natural. O critério de escolha passa pelos produtos que respeitem os direitos humanos e não envolvam exploração animal, privilegiando também fornecedores que garantem um comércio justo.
Projetos para o futuro já existem, mas a jovem, natural de Santa Maria da Feira, prefere não revelar. “O que gostava mesmo era de conseguir um investidor” que apostasse nas suas ideias, refere ao P3.
Licenciada, desde 2009, em Design de Moda e Têxtil pela Escola Superior de Artes Aplicadas do IPCB, Marlene já estagiou no atelier de Ana Salazar e já foi premiada duas vezes em 2012, com o prémio Inova Têxtil do CITEVE (referente a 2011) e com o de Jovens Criadores do Clube Português de Artes e Ideias.
As peças de Marlene podem ser adquiridas exclusivamente através do site Tecidos Ecológicos.
Foto: Sara Branco
Assista ao vídeo de apresentação:.


Tutores de gatos obesos são acusados de crueldade animal na Suécia

Por Bethania Malmberg (da Redação – Suécia)

Foto: Rachel Denny Clow /Scanpix.
Dois gatos foram resgatados pela prefeitura em um apartamento na cidade de Malmö, na Suécia, no início deste ano. Os gatos, machos, estavam tão obesos que mal podiam se mover. Os tutores foram notificados por crueldade animal. As informações são da Sveriges Radio.
Os gatos foram levados para um hospital veterinário. Um deles encontrava-se em condições tão precárias de saúde que teve que ser sacrificado.
Os tutores, uma mulher idosa e um homem de 50 anos, receberam uma ordem da prefeitura para cuidarem responsavelmente de outros dois gatos que eles ainda possuem e serão devidamente inspecionados.
fonte: anda

PAN expressa indignação pelas atrocidades contra os animais


PORTUGAL


O PAN – Partido Pelos Animais e Pela Natureza vai realizar uma conferência de imprensa, esta segunda-feira (26), em frente à Câmara Municipal de Santa Cruz, com o intuito de “expressar indignação pelas continuadas atrocidades sobre os animais”.
A iniciativa está marcada para as 11h30.
Fonte: dnoticias.pt

Pit bull enfrenta sequestradores para salvar a vida de um bebê de 3 meses


Foto: Reprodução/Dog Heirs
Um pit bull de uma família impediu dois assaltantes armados de levarem um bebê de três meses de idade no dia 20 de novembro, na cidade de Indianapolis, nos Estados Unidos. Nayeli Garzon-Jimenez estava no telefofone com seu marido Adolfo Angeles-Morales, que estava no trabalho, quando um homem e uma mulher arrombaram a casa. As informações são do site Dog Heirs.
Nayeli ouviu um som vindo da cozinha e viu um homem e uma mulher arrombando a porta. Adolfo ouviu o que estava acontecendo pelo telefone. “Eu ouvi um barulho pelo telefone e a minha mulher começou a gritar e chorar dizendo ‘alguém colocou a mão por dentro da porta’”.
O homem mandou que Nayeli entregasse dinheiro ou eles levariam a criança. Ela disse que não tinha dinheiro,então a assaltante agarrou a criança de seus braços.
O marido de Nayeli disse à rede de televisão “Ela lutou com a assaltante, mas como ela tentou correr para a cozinha, a assaltante a agarrou pela blusa. Então o assaltante veio por trás e lhe deu uma coronhada.”
A mulher correu para a porta de trás com o bebê, quando um dos dois cachorros no quintal correu em direção à assaltante que estava escapando com a criança. O pit bull recusou a deixá-la passar. Adolfo disse “a assaltante tentou correr pela porta de trás mas um de nossos cachorros não a deixou passar.”
A mulher correu para a porta da frente e jogou a criança nos braços de Nayeli.
Bebê foi salvo pelo cão (Foto: Reprodução/Dog Heirs)
“Graças a Deus está tudo bem com a minha família,” disse Adolfo.
Nayeli e a criança foram levadas para o hospital. A mãe tinha um hematoma e um corte na testa por causa da coronhada, e a bebê está bem. As duas já estão em casa com sua família.
A polícia da cidade de Indianapolis está à procura do casal de assaltantes.
fonte: Bebê foi salvo pelo cão (Foto: Reprodução/Dog Heirs)
“Graças a Deus está tudo bem com a minha família,” disse Adolfo.
Nayeli e a criança foram levadas para o hospital. A mãe tinha um hematoma e um corte na testa por causa da coronhada, e a bebê está bem. As duas já estão em casa com sua família.
A polícia da cidade de Indianapolis está à procura do casal de assaltantes.
 fonte: anda

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Gaga no Chile

Lady Gaga veste peles e foi saudado por manifestantes anti-peles, quando ela chegou no Chile.


   foto/divulgação/Facebook


Defensa Animal vegetal Cara a Cara con Lady Gaga!!!

 


  • "

Youtube

Mais de 800 mil animais explorados pela pecuária já morreram com a seca em Pernambuco

Caminhões carregados de milho vêm socorrer rebanhos que estão passando fome por causa da seca. Foto: Rede Globo Nordeste

Intempéries como secas, alterações severas de temperatura e epidemias mostram como a pecuária vulnera bilhões de animais perante situações de sofrimento intenso e morte dolorosa. É o caso de Pernambuco, onde a seca já causou a morte lancinantemente sofrida de mais de 800 mil animais aprisionados em granjas e cercados.
Em audiência pública realizada com o governo pernambucano na última quarta, pecuaristas que exploram animais para produção de carne e leite e também agricultores que fornecem ração para esses animais cobraram a agilização das providências governamentais para remediar os efeitos da seca, como distribuição de ração, as quais têm sido lentas e não têm chegado a todos.
O presidente do Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados (Sindileite) de Pernambuco, Albérico Bezerra, afirmou ao G1: “A ajuda que o governo está nos dando tem que ser bastante ampliada, porque se não houver ampliação o rebanho vai padecer de uma forma vergonhosa para nós”, apontando para uma crise em que milhares ou mesmo milhões de animais ainda vão sofrer muito até a morte sem a assistência devida do governo.
Apesar da situação dos animais, o que preocupa mais os pecuaristas não é o sofrimento deles e a perda de vidas enquanto vidas, mas sim o prejuízo financeiro que eles e seu setor vêm sofrendo. Não lhes importa se os animais estão sofrendo com a fome e a alta de temperaturas, mas sim que não estejam produzindo carne, leite e ovos como “deveriam”. Afinal, para os pecuaristas, eles nada mais são do que máquinas produtoras de alimentos de origem animal que devem continuar funcionando, nada mais são que números de produção.
Essa ordem de coisas, na qual animais são tratados como coisas e seu sofrimento é relegado a nada, precisa ser combatida, de modo que os animais não humanos passem a ter o direito de não ser propriedade e assim deixem de ser submetidos a toda a sorte de privações, explorações e vulnerabilidades. E cada pessoa pode fazer isso começando por se tornar vegana, visto que a pecuária só existe com todos os seus abusos éticos porque há pessoas que consomem alimentos de origem animal.
fonte: anda

Explorado, tigre raríssimo escapa de jaula e fere três pessoas


Foto: Divulgação
O zoológico de Liberec é o único na Republica Tcheca a criar tigres brancos, animais raríssimos, espécie da qual existem apenas algumas dezenas no mundo. Um destes animais, chamado Paris, aprisionado e explorado pelo famoso zoo, fugiu de seu “habitat” e talvez com medo, avançou em três pessoas, entre elas, seu tratador.
O animal, de sete anos, pesa cerca de 250 kg, e segurou o tratador com os dentes, antes de tentar fugir. Segundo um porta-voz do zoológico, em declaração à AFP, as três pessoas só sofreram ferimentos leves.
Foto: Divulgação
Paris é a prova viva da crueldade que é manter um animal confinado em um ambiente artificial. Isso demonstra, mais uma vez, que zoológicos são ambientes que exploram e aprisionam, de maneira massacrante, animais saudáveis. O estresse absurdo a que eles são submetidos é criminoso.
Sob a bandeira de preservação de espécies ameaçadas, como é o caso dos tigres brancos, zoológicos justificam a prática do aprisionamento de animais. Porém, é fato que não colaboram para a proteção, saúde ou qualquer suposta “ajuda” justificadas por seus amantes, já que nenhum animal confinado em um ambiente artificial, criado propositalmente para aprisioná-lo e explorá-lo até a morte, viverá plenamente.
Paris, o tigre branco de Leberec, é o exemplo do massacre a que estes bichos são submetidos. Capturado, ele voltou a ser confinado em sua gaiola e voltará a ser atração e entretenimento para milhares de pessoas.
fonte: anda