sábado, 25 de maio de 2013

Abrigo Fundação Anjos de Quatro Patas

Alagoinhas/Ba
Algumas fotos dos animais salvos pelos voluntários da Fundação Anjos de Quatro Patas, situada na cidade de Alagoinhas/Ba
                                                            foto/divulgação/Facebook
Este é  Eduardo Vieira Argolo, o grande defensor, lutador, benfeitor dos animais abandonados pelas ruas da cidade de Alagoinhas. Grande homem! Estuda veterinária e, em breve,será um dos maiores veterinários do nosso país.Algumas fotos do abrigo


foto/divulgação/Facebook
foto/divulgação/Facebook

foto/divulgação/Facebook

foto/divulgação/Facebook
foto/divulgação/Facebook
foto/divulgação/Facebook
foto/divulgação/Facebook
foto/divulgação/Facebook




foto/divulgação/Facebook
foto/divulgação/Facebook




Cão é resgatado de incêndio após cavar buraco de proteção em Caxias (RJ)


Saphira e a dona, Jaqueline, que a salvou do incêndio em Caxias (Foto: Luís Bulcão / G1)
Saphira e a dona, Jaqueline, que a salvou do incêndio em Caxias (Foto: Luís Bulcão / G1)
O incêndio em um depósito de combustível em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, nesta quinta-feira (23), deixou mortos pelo menos um funcionário da empresa Petrogold e vários animais da região, devido ao calor de mais de 600° C que irradiou para casas próximas. Mas, graças ao próprio instinto de sobrevivência, ao amor da tutora e ao trabalho dos bombeiros, a rottweiler Saphira foi resgatada com vida.
“Quando segurei ela nos braços, senti um calor muito forte no corpo dela”, contou Jaqueline Cardoso Barros, moradora da Rua Sá Carvalho, ao lado do depósito.
A mulher não estava em casa quando o fogo começou e se desesperou por saber que Saphira tinha ficado sozinha no pátio. Com ajuda de um bombeiro, que a escoltou, entrou na residência para salvar o cão, com o calor já tornando a permanência no local insuportável. Ao chegar, a encontrou dentro de um buraco cavado pela pelo próprio cão, no barro úmido devido à chuva.
“Foi um susto enorme, até agora a minha cabeça está doendo, e não consigo perceber o que aconteceu”, disse a tutora, que deixou Saphira na casa da ex-sogra e voltou para a área isolada à espera da liberação da casa.
Animais mortos
O coronel Ronaldo Alcântara, comandante da operação do Corpo de Bombeiros, disse que muitos animais domésticos morreram, pois estavam presos nas casas do entorno. Segundo ele, o fogo foi controlado às 15h30, e ainda havia chamas por volta das 17h no local porque o combustível líquido nos tanques precisam queimar. No depósito, havia dois tanques com gasolina, dois com álcool, um com diesel e outro com água.
Fonte: G1

Vereadores aprovam projeto que proíbe rodeios em Itapetininga (SP)


Doze vereadores aprovaram o projeto de lei que proíbe rodeios em Itapetininga (SP). (Foto: Reprodução TV TEM)
Doze vereadores aprovaram o projeto de lei que proíbe rodeios em Itapetininga (SP).
(Foto: Reprodução TV TEM)
Foi aprovado em segunda discussão o projeto de lei que proíbe a realização de rodeios, farra do boi, vaquejadas e eventos simulares em Itapetininga (SP). A votação ocorreu na sessão desta quinta-feira (23) na Câmara de Vereadores da cidade.
O projeto já havia sido aprovado na primeira discussão realizada na última segunda-feira (20). Os 12 vereadores que tinham dado o voto favorável na sessão anterior mantiveram a opinião nesta quinta-feira.
De acordo com o presidente da Câmara, o vereador André Luiz Bueno, com a decisão dos vereadores, o projeto de lei será encaminhado ao prefeito Luis Di Fiori para apreciação. Se for sancionado pelo chefe do executivo, Itapetininga será a 36º cidade do Brasil a proibir os rodeios. “Se o prefeito vetar o projeto, ele volta para a Câmara para os vereadores votarem o veto”, diz
O projeto de lei tramitou na Câmara dos Vereadores por três meses. Os seis vereadores que são contrários à lei pretendem entrar na Justiça para reverter a situação.
A sessão foi acompanhada por diversos moradores, entre eles, representantes da União Internacional de Proteção aos Animais (UIPA). Pessoas que são a favor da realização das festas de peão afirmam que ficaram decepcionadas com a medida.
O autor do projeto, o vereador Mauri de Jesus Morais, comemorou o resultado. “Eu quero que este projeto frutifique em todo o estado de São Paulo e no Brasil. Que um dia não haja rodeios mais no país inteiro”, comenta.
Fonte: G1

Prepare sua casa para receber um animal doméstico


Trazer para dentro de casa um morador peludinho, daqueles que fazem a felicidade de todos só de abanar o rabo ou trançar entre nossas pernas pedindo carinho, é uma decisão que merece cautela.
Planejar os ambientes levando em consideração o animal ajuda a evitar problemas, como um acidente com o bicho, a perda de um móvel novo ou a destruição de um jardim cultivado com carinho e dedicação.
Prefira os tons de bege nos sofás, as sujeiras aparecem menos (Foto: Verônica Lima)
Prefira os tons de bege nos sofás, as sujeiras aparecem menos (Foto: Verônica Lima)
Antes do bichinho colocar as patinhas no novo lar é preciso retirar do alcance dele os móveis frágeis, em vidro, sujeito a quebras ou lascas. Objetos pontiagudos também devem ser evitados na decoração. Hoje existem cantoneiras de proteção para mesas de centro com canto vivo em vidro (que em geral são mais baixas). As proteções podem ser encontradas nas lojas de materiais para construção e devem ser colocadas nas quinas na altura da cabeça, focinho ou olhos do cachorro.
“Falo para os meus clientes evitar o branco nas paredes dos espaços onde existe a permanência de cachorros de porte médio e grande. Não existe a cor ideal porque cada imóvel possui determinadas características e cada cão um hábito diferente. No entanto, a gama dos neutros é muito bem vinda para disfarçar a inevitável sujeira”, diz Chiara Meschini da Contenidos Arquitetura e Montajes.
Utilizar tintas esmaltes a base de água é uma saída para aqueles que têm mania de limpeza. Elas costumam ser eficientes e permitem limpeza com maior frequência. A desvantagem desse material é o custo mais elevado.
O piso é outra área da casa que merece uma atenção redobrada. Ele precisa ser antiderrapante, porque os animais de grande porte tendem a apresentar problemas de displasia ou coluna com mais frequência. Por isso, o piso liso e escorregadio deve ser substituído o quanto antes.
Mascote destruiu o jogo de cadeiras da sala (Foto: Divulgação/Diogo de Oliveira)
Cão brincalhão destruiu o jogo de cadeiras da sala (Foto: Divulgação/Diogo de Oliveira)
“Muitos clientes costumam tratar os bichos domésticos como filhos. Em muitos casos, o animal dorme no quarto do tutor. Por isso é comum fazer as caminhas de cachorro ou gato sob encomenda, combinando com as roupas de cama. Em outros casos, o tutor procura separar um ambiente ou espaço na residência só para o animal. Um item que estão usando muito são portas com portinholas vai e vem para cães e gatos, para que eles possam entrar e sair do ambiente, mesmo com as portas fechadas”, comenta a arquiteta Glaucy Taraskevicius.
Além disso, os tutores devem colocar telas de proteção nas varandas dos apartamentos ou casas com mais de um pavimento nas escadas e sacadas internas também, a fim de evitar quedas do animal de grandes alturas.
Sala
Para os sofás é importante trocar o branco – porque suja com muita facilidade – e o preto – porque mostra mais os pelos – por tons de bege mais escuros e tecidos com menor quantidade de algodão para que o pelo não fique preso facilmente. O ideal é que ele tenha mais poliéster. Se o sofá for de couro sintético é mais fácil para limpar, podendo ser em tons claros ou mais escuros.
“Os tons de areia, bege escuro, fendi no chenille de sofás, poltronas e cadeiras, não costumam revelar tanto a sujeira quanto os escuros – marrons e pretos (no caso de cães de pelos claro é a primeira coisa que aparece) e brancos que dispensa comentários. Já as cores vibrantes como vermelhos, lilás e verdes costumam desbotar com o desgaste e o tempo de uso, por isso é bom evitá-las.”, conta a arquiteta Patrícia Forte.
Tapetes sempre que forem usados devem ser de pelo baixo, com a superfície mais lisa, os de pelo longo retém poeira e pelos do animal além de sujar com mais facilidade. Os modelos em sisal ou fibras são os mais indicados para este uso. Podem ser usados em tons escuros também, ao contrário dos tecidos do sofá, não costumam desbotar com muita facilidade.
O carpete deve ser evitado, pois em caso de um acidente (se o cachorro ou gato eventualmente fizer qualquer sujeira), a limpeza é mais difícil e o carpete pode reter odores por mais tempo, o ideal são pisos frios, porcelanatos. Carpete de madeira pode ser utilizado com cuidado, pois quando molhado ele pode empenar e manchar.
Já as cortinas o adequado é escolher um tecido mais resistente para evitar rasgo, uma costura resistente para não desfiar e varões bem fixos para que não caia com eventuais puxões.
A capa vermelha do sofá camufla os pêlos do gato (Foto: Divulgação/Clarissa Di Ciommo)
A capa vermelha do sofá camufla os pêlos do gato (Foto: Divulgação/Clarissa Di Ciommo)
Iluminação
A iluminação deve ser escolhida de acordo com o conforto térmico e visual. Luzes artificiais não suprem as necessidades do animal de ter contato com os raios solares. É importante expor o animal, seja qual for, à luz do dia, mesmo que seja somente no fim de tarde ou começo da manhã. Por isso, é recomendado o uso de lâmpadas claras, estimulantes no local que o animal for ficar.
Jardim 
O tutor de um animal, qualquer que seja, pode ter um jardim bonito. No entanto, alguns cuidados devem ser tomados, pois o canteiro tem cheiro de novidade, as plantas são coloridas e, por isso, acabam chamando a atenção dos animais, principalmente dos cachorros.
O segredo é jogar repelente natural no jardim. O paisagista Cadu Almeida ensina como fazer um eficaz. É preciso pegar um pouco de fezes do cão, diluí-la em água e pulverizar na planta. Ele sente o cheiro das próprias fezes e não vai mexer na planta.
Almeida sugere aos tutores de cães evitarem as bromélias, elas acabam tendo um odor mais forte por acumular água. Outra preocupação que o tutor deve ter é com as plantas venenosas – como a alpinea, helicônias e comigo ninguém pode, por exemplo. Elas possuem folhas tóxicas e devem ser retiradas do jardim antes do animal entrar na casa. Assim como os cactos também não são indicados.
“O ideal é que as plantas de uma casa com bichos sejam resistentes e altas. Palmeiras são indicadas, orquídeas sempre plantadas no alto. Legal também é fazer cercas vivas, com plantas arbustivas mais resistentes”, diz Patrícia.
Outra dica é não usar fontes, lagos e espelho d’água. “Eles chamam muito atenção dos bichos. Já para os gatos, recomendo deixar um espaço com área para ele fazer suas necessidades. Do contrário eles vão fazê-las no jardim”, diz Almeida.

Monge budista coloca fogo no próprio corpo em protesto contra matança de animais


O monge colocou fogo no próprio corpo ( Foto: J.A.L Jayasinghe / AFP)
O monge colocou fogo no próprio corpo ( Foto: J.A.L Jayasinghe / AFP)
Um monge budista colocou fogo no próprio corpo, nesta sexta-feira, na cidade de Kandy, no Sri Lanka. O homem, identificado como Bowatte Indaratane, fazia um protesto contra a matança de bois e vacas no país.
Indaratane foi levado às pressas para o hospital na cidade de Colombo. Ainda não há informações sobre o estado de saúde do monge.
O protesto aconteceu no Sri Lanka ( Foto: AFP)
O protesto aconteceu no Sri Lanka ( Foto: AFP)
O protesto aconteceu do lado de fora do santuário conhecido como a Relíquia do Dente Sagrado, um dos mais importantes do país. Diversas pessoas presenciaram a manifestação. Muitos devotos estavam na rua, no momento, para o Wesak Festival, que acontece nesta sexta-feira. Algumas testemunhas correram para apagar a chama com extintores.
 Ele foi levado ao hospital (Foto: AFP)
Ele foi levado ao hospital (Foto: AFP)
Fonte: Extra

    Homem que matou cachorro a pauladas em Ipueiras (CE) justifica que ele estava doente


    (Foto: Reprodução)
    (Foto: Reprodução)
    A Polícia Civil de Ipueiras identificou nesta quinta-feira (23) o homem que matou um cachorro a pauladas no último sábado. O suspeito é um agricultor de 33 anos e confessou a autoria do crime no depoimento à Polícia. Acompanhado da tutora do cachorro, uma idosa de 76 anos, o autor disse que matou o animal a mando da tutora porque o animal estava com calazar e ela estava com receio de que seus netos fossem acometidos da enfermidade.
    “O processo será concluído e enviado para a Justiça. Cópias do processo irão também para a Semace e Ibama, pois recebemos solicitações desses órgãos”, explicou o escrivão de Polícia, Luiz Felipe Araújo.
    “O estudante vai ser chamado para depor e esclarecer o motivo pelo qual não denunciou o fato de imediato à Polícia, que assim poderia ter feito o flagrante”, completou.
    O escrivão informou ainda que o agricultor chorou ao depor e disse que não tinha conhecimento de que existe o Centro de Zoonoses no município, órgão responsável pelo cuidado e tratamento de animais com a enfermidade. A idosa confirmou o pedido ao agricultor de que matasse o animal, mas que não sabia que ele iria executar o cachorro daquela forma.
    O caso está sendo acompanhado pela Prefeitura e o órgão garante que o autor será punido pela lei municipal.

    Vídeo de briga de cães e crueldade em Edmonds leva mulher à prisão


    Por Claudia Braghetto (da Redação)
    Foto: Divulgação
    Foto: Divulgação
    Por pelo menos os últimos três anos, Rose Adams, de Edmonds, Washington (EUA) tem mantido inúmeros cães, incluindo pit bulls, em sua casa e quintal, e tem permitido que eles briguem, se machuquem ou se matem; segundo vizinhos e seu próprio filho, Logan Brolaith, como reporta a KOMO-TV.
    Finalmente, na última semana, o vizinho Keith Eckert disse que ele tinha escutado o suficiente dos barulhos perturbadores de cães sendo destroçados em brigas e dos gritos de dor sem fim.
    “Consiga um vídeo, fotos, o quanto você puder”, disse Eckert, e foi exatamente isso que ele fez. Eckert escalou o muro da sua propriedade adjacente e olhou por cima da cerca de madeira adicionada ao muro com a finalidade de bloquear a visão de vizinhos para o quintal de Adams.
    Ele capturou em seu celular um vídeo comovente de um ataque horrível de três pit bulls grandes a uma fêmea menor e branca, Sadie. Também aparece um homem grande chutando um dos cachorros e Rose Adams arrastando um pit bull pelas suas pernas traseiras.
    Eckert disse: “Ver aqueles cães mancando, com dor, ver tudo aquilo, era simplesmente de partir o coração”.
    Logan Brolaith, filho de Adams, contou a KOMO: “Aquelas brigas no vídeo são rotina. Eu posso assegurar isso, pois vivi com ela”. Ele disse que a situação ficou tão ruim que ele se mudou em fevereiro.
    Keith Eckert e Logan Brolaith levaram o vídeo agonizante para a KOMO e os editores decidiram colocá-lo no ar e torná-lo público. O vídeo se tornou viral rapidamente no mundo inteiro e conseguiu a atenção do departamento de polícia e controle animal de Edmonds. Rose Adams foi mostrada mais tarde, em uma transmissão, sendo presa por ter muitos cães e está sob investigação por crueldade a animais.
    Ela tinha 14 cães em sua casa e quintal. O limite legal em Edmonds é de cinco. O sargento da Polícia de Edmonds, Mark Marsh disse: “Existe uma possibilidade de processo criminal neste sentido”.
    Graças à coragem e compaixão do vizinho Keith Eckert, do filho de Adams e da KOMO News, espera-se que o sofrimento dos cachorros em tutela de Rose Adam tenha acabado.
    Logan Brolaith disse que ele e os vizinhos de Adams têm denunciado ela repetidamente. KOMO reporta que os vizinhos estavam tão desolados e fartos dos sons contínuos de brigas de cães que eles se posicionaram na rua para assistir aos cães sendo removidos da casa e a Rose Adams sendo presa.
    Sarah O’Connor disse: “Com o pit bull pulando a cerca, eu tive medo pela minha vida e a dos meus filhos”.
    Vizinhos mandaram beijos e desejos de um futuro melhor para cada cachorro removido da casa, reporta KOMO.
    Este caso está recebendo grande atenção de organizações de resgate bem estabelecidas e responsáveis de Los Angeles, que estão perguntando: “Onde Rose Adams estava pegando esses cachorros?”. Seria possível que ela estivesse recebendo pit bulls transportados de abrigos de animais ou de protetores do sul da Califórnia? Especula-se que pelo menos um dos pit bulls deste vídeo no quintal de Rose Adams tenha sido transportado para Washington de um abrigo da prefeitura de Los Angeles.
    A superpopulação de cães – e especialmente de pit bulls – é um problema nacional. Ainda assim existem “protetores” que constantemente comentam em redes sociais que todos os cachorros (incluindo pit bulls) indo para Oregon, Washington e Canadá estão encontrando lares “permanentes”. Não há prova do destino dos animais após eles serem despachados em vans sem identificação (por uma taxa) para outros estados – principalmente no nordeste.
    Vamos torcer para que a investigação deste caso pela Polícia de Edmonds também revele informações sobre a origem destes e de outros cães que tem vivido em terror e que tem sido feridos ou mortos em brigas torturantes na casa de Rose Adams, para que os temores sejam confirmados ou atenuados.
      fonte: anda.jor

    IBGE incluirá animais domésticos na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios de 2014


    Animais domésticos farão parte do levantamento do IBGE (Foto:  Getty Images)
    Animais domésticos farão parte do levantamento do IBGE (Foto: Getty Images)
    O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) passará a incluir os animais domésticos em seus levantamentos. Os dados farão parte da Pesquisa Nacional de Saúde (a PNS, encomendada pelo Ministério da Saúde), que integrará a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2014. Atualmente, não há dados oficiais sobre quantos são os cães, gatos, pássaros, roedores, peixes e répteis domésticos no Brasil. A indústria tem apenas uma estimativa com base em informações sobre a venda de rações, por exemplo.
    Levantamentos como o que o IBGE vai fazer podem servir, por exemplo, para que o governo defina políticas mais específicas para a saúde animal, como campanhas de combate à raiva.
    Fonte: IG Economia

    Medicamento feito com bile de ursos criados em cativeiros gera revolta na China


    Por Renan Hamann (da Redação)
    Foto: Mu Chen/European Pressphoto Agency
    Foto: Mu Chen/European Pressphoto Agency
    No começo, era apenas uma modesta produção de uma companhia chinesa que queria aumentar a produção de um ingrediente-chave utilizado na medicina tradicional do país (responsável pela redução de cálculos biliares, combate à febre e suavização dos efeitos da ressaca alcoolica). Estamos falando da bile de ursos. As informações são do New York Times.
    Mas a Guizhentang Pharmaceutical pretende arrecadar dinheiro público para expandir seus negócios, aumentando o número de ursos utilizados no processo e também os lucros originados pela venda do material. Mas ela parece ter se  esquecido de olhar para um fator muito importante: existe um crescente número de chineses que lutam ativamente pelos direitos dos animais.
    Como já dissemos, a Guizhentang quer aumentar o número de ursos que mantém em cativeiro. E esse aumento é bem significativo, de 400 para 1.200 animais. E isso gerou muita revolta por parte dos grupos que são contrários à utilização dos animais nesse processo, que é bastante doloroso. Para a extração da bile não há morte, mas os ursos são obrigados a conviverem com tubos inseridos em seus abdomens, utilizados para a sucção do material.
    Foto: Zhang Ke/Color China Photo, via Associated Press
    Foto: Zhang Ke/Color China Photo, via Associated Press
    Frentes de ação
    Protestantes se vestiram de ursos e fizeram manifestações em frente a farmácias, ao mesmo tempo em que hackers derrubaram o site da Guizhentang para protestar. Também foram feitas petições para que a arrecadação do dinheiro com a venda de ações não seja permitida. E entre os assinantes estão algumas das maiores celebridades chinesas, incluindo o jogador de basquete Yao Ming.
    Depois de alguns dos maiores veículos da imprensa chinesa mostrarem filmagens de ativistas infiltrados, que revelaram os horrores da extração da bile – incluindo o fato de que os ursos ficam em jaulas tão pequenas que mal podem se mover -, a Guizhentang desistiu da proposta, alegando que precisa de mais tempo para o projeto. Com isso, a IPO da empresa foi arquivada.
    A disputa não para
    Apesar da recente vitória dos ativistas, ainda há muito o que ser disputado nesse cenário chinês. Enquanto os defensores dos direitos dos animais e até mesmo os bem-estaristas apontam todas as falhas no sistema, advogados da indústria montaram uma campanha para defender o uso da bile ursídea.
    Segundo eles, a utilização da bile dos ursos faz parte da medicina tradicional chinesa. Além disso, dizem que os ativistas estão sendo financiados por empresas ocidentais, para que as indústrias farmacêuticas norte-americanas e europeias também possam lucrar no mercado chinês. Não é a primeira vez que a medicina tradicional chinesa é alvo de protestos. Alguns anos atrás, empresas que são responsáveis pela extração de presas de ursos também foram criticadas por causa de suas atividades.
    Foto: Mu Chen/European Pressphoto Agency
    Foto: Mu Chen/European Pressphoto Agency
    fonte: anda.jor

    sexta-feira, 24 de maio de 2013

    Coordenadoria de Bem-Estar Animal lança campanha para apadrinhamento de cães abandonados, em Canoas (RS)


    Foto: Divulgação
    Foto: Divulgação
    A Coordenadoria Municipal de Bem-Estar Animal de Canoas (RS) vai lançar nesse domingo, 26, a “Cão panha de Apadrinhamento”. O objetivo é estimular o apadrinhamento afetivo de animais abandonados, que se encontram sob cuidados no Centro de Bem-Estar Animal. A iniciativa vai ser lançada no Parque Getúlio Vargas, durante a Cãominhada, realizada pelo jornal Diário de Canoas. Durante esses eventos, a coordenadoria também vai manter no local a Feira de Adoção.
    O que é o apadrinhamento?
    Apadrinhar um animal é contribuir diretamente para a sua proteção e bem-estar. Muitas vezes as pessoas tem vontade de adotar um amigo, mas moram em ambientes pequenos e/ou já possuem outros. Com o apadrinhamento é possível levar o animal para passear, dar um bom banho, presenteá-lo e ainda ficar responsável por arrumar um novo lar para seu novo afilhado.
    Quem se candidata?
    Os candidatos a apadrinhamento são todos os animais do Centro de Bem Estar Animal, pois a escolha do animal fica ao critério do padrinho. Orientamos que seja priorizados o apadrinhamento dos animais mais carenciados e com menos probabilidades de serem adotados.
    Como é realizado um apadrinhamento?
    Veja no nosso Centro de Bem Estar Animal os animais para adoção e apadrinhamento e escolha aquele que quer apadrinhar. Uma vez feita a escolha só tem que ir até o Centro de Bem Estar Animal localizado na Avenida Boqueirão, 1985, preencher a ficha de apadrinhamento e pré agendar as suas visitas e passeios com seu novo afilhado.
    Quais os deveres do Padrinho / Madrinha?
    O apadrinhamento é um compromisso moral que a pessoa que apadrinha tem com o animal. É uma forma de ajudar a melhorar as condições daquele animal dentro do Centro de Bem Estar Animal.
    O padrinho ou madrinha pode e deve visitar o seu afilhado no horário de funcionamento do Centro de Bem Estar Animal, assim como levá-lo a passear. Desta forma está a ajudar à socialização do animal. Um dos objetivos do apadrinhamento é que os padrinhos divulguem o seu protegido, de modo a facilitar a adoção do mesmo. Deste modo estará a salvar duas vidas: a do animal que saiu e a do que entrará para o lugar deste.

      Incapaz de se deslocar com rapidez, baleia deficiente conta com a ajuda do seu grupo para sobreviver


      O animal não tem as barbatanas lateral direita e a dorsal. (Foto: Rainer Schimpf)
      O animal não tem as barbatanas lateral direita e a dorsal. (Foto: Rainer Schimpf)
      Nadando no litoral de Port Elizabeth, na África do Sul, o fotógrafo subaquático Rainer Schimpf registrou uma orca deficiente. O animal não tem as barbatanas dorsal e lateral direita. Incapaz de se deslocar com rapidez por causa da falta das barbatanas, a baleia conta com a ajuda do seu grupo para poder caçar e se alimentar.
      As fotos de Rainer Schimpf foram feitas enquanto o grupo composto por sete orcas caçava uma baleia da espécie Bryde. Ao observar o comportamento dos animais, o fotógrafo ressaltou o companherismo entre as orcas.
      “Incapaz de nadar rapidamente durante a caça e de encurralar a presa, ela [a baleia deficiente] fica dependente do grupo. Isso mostra que esses mamíferos têm uma complexa estrutura social, na qual eles cuidam de membros com deficiência”, disse Rainer, de acordo com a agência Barcroft Media.
      (Foto: Rainer Schimpf )
      (Foto: Rainer Schimpf )
      Fonte: NE10

        Animais retirados de escombros lotam abrigo animal em Oklahoma


        Três após o tornado que causou destruição em área residencial de Moore, Oklahoma, diversos animais resgatados dos escombros de casas estão recebendo cuidados em um abrigo animal da cidade. A agência France Presse divulgou nesta quinta-feira (23) imagens de cães e gatos entregues no local, segundo o G1.
        Foto: Divulgação
        Foto: Divulgação
        Já são 150 animais domésticos já foram encontrados nos escombros deixados pela passagem do tornado em Moore, segundo a Fundação Bella. A entidade montou tendas próximas às da Cruz Vermelha e de outras organizações de salvamento, onde tem recebido cães, gatos, passarinhos e outros animais encontrados.
        Foto: Divulgação
        Foto: Divulgação
        Sua equipe também obteve autorização da polícia local para entrar nas regiões onde há ruínas e procurar mais animais sobreviventes. Depois de ter eventuais ferimentos tratados, os animais estão sendo encaminhados para abrigos para serem adotados ou devolvidos aos tutores originais.
        Foto: Divulgação
        Foto: Divulgação
        “Eu, pessoalmente, vi 12 reencontros de tutores com seus animais aqui. É muito emocionante quando acontece antes mesmo de serem encaminhados para o abrigo”, disse Russell Moore, que trabalha na tenda. Mas a expectativa não é positiva para todos os casos. ”Entendemos que algumas pessoas perderam familiares ou suas casas inteiras foram destruídas. São muitas preocupações de vários tipos. Alguns moradores nem têm, eles próprios, onde ficar”, diz John Nusz, que também dá tratamento aos animais recém chegados.
        Foto: Divulgação
        Foto: Divulgação
        Segundo a reportagem da Global Animal, organizações como o Google, a Humane Society de Oklahoma e o Reddit estão trabalhando contra o relógio para ajudar a confirmar a segurança dos sobreviventes cujas notícias estão sendo procuradas por seus parentes e conhecidos de todo o mundo.
        O Google criou uma página especial para informações sobre o acidente e habilitou uma ferramenta para localizar pessoas, enquanto a Humane Society está trabalhando para assegurar que os animais domésticos retornem aos seus tutores. A ONG está abrigando e tratando dos animais perdidos e feridos, e está recebendo uma pequena ajuda de uma fonte improvável: a rede social Reddit.
        Usuários do Reddit estão se reunindo para um programa inédito de resgate de animais. Eles estão registrando no site as fotos e informações de animais perdidos e encontrados na cidade de Moore, de um modo que sejam fáceis de serem pesquisadas.
        O link para a ferramenta no site é www.reddit.com/r/missingpetsinmoore
          fonte: anda.jor

        Cão preso por 10 dias em uma pedra é resgatado, mas foge assustado


        Um dia após um médico jogar dois cachorros pela janela de um apartamento em Copacabana, o curioso caso do cão desaparecido em Nova Friburgo, Região Serrana do Rio de Janeiro, está chamando a atenção dos moradores da cidade. O cão que, na verdade é uma cadela, estava preso em uma pedra há cerca de 10 dias, foi encontrado por volta das 19h de quarta-feira (22), mas, a felicidade dos moradores e do alpinista da Cruz Vermelha, Gustavo Cardinot, que fez o resgate, durou pouco tempo. A cadelinha, assustada, já desapareceu.
        Os moradores do bairro Cardinot acionaram o Corpo de Bombeiros e a Cruz Vermelha para tentar resgatar o animal na terça-feira (21). O cão, segundo os moradores, estaria há mais de 10 dias latindo e chorando por estar preso na fenda de uma montanha de pedra da localidade. As buscas começaram na própria terça-feira, sem sucesso das equipes de resgate. Na quarta-feira (22), o trabalho foi retomado às 5h30 e novamente interrompido às 15h, sem que as equipes encontrassem o animal, já que o local é de difícil acesso.
        O Corpo de Bombeiros abortou, revelando que, provavelmente, o cão deveria ser de alguém da região. No entanto, às 19h, a cadelinha que mobilizou os moradores da região foi encontrada muito magra e com fome pelo alpinista Gustavo Cardinot, que tem no sobrenome o nome do bairro onde foi feito o resgate (legado das famílias que moram no local).
        A esperança de conhecer a famosa cachorrinha ficou nas mãos do voluntário Marcos Guedes, que se disponibilizou em fotografá-la. Mas, para a surpresa dos moradores e voluntários da Cruz Vermelha, ela fugiu antes mesmo do registro.
        Apesar de muita gente na cidade ter comemorado o resgate da cadelinha, outras pessoas ainda estão em dúvida se o cão encontrado é o mesmo que estava na montanha de pedra.
        Fonte: G1

          Pássaros são contrabandeados via aérea dentro de malas de viagem


          Por Patricia Tai (da Redação)
           Nove pássaros Francolin foram encontrados sendo contrabandeados em malas no Aeroporto de Leeds Bradford. (Foto: Daily Mail)

          Nove pássaros Francolin foram encontrados sendo contrabandeados em malas no Aeroporto de Leeds Bradford. (Foto: Daily Mail)
          Tentativas de transporte ilegal de pássaros dentro de malas de viagem causaram perplexidade nos funcionários da área de Segurança do aeroporto do Reino Unido. As informações são do Daily Mail.
          Duas tentativas de contrabando das aves para dentro do Reino Unido foram descobertas no Aeroporto de Leeds Bradford. Elas foram colocados em gaiolas de madeira individuais, em duas malas. A área de Segurança de Bordo disse que os contrabandistas tentavam levar nove pássaros Francolin, que são nativos do Sul da Ásia e são frequentemente criados para rinhas.
          Em ambas as ocasiões eles vinham de Islamabad, capital do Paquistão.
          Quatro pássaros foram encontrados no dia 04 de Maio, e cinco no dia 11. Mais uma vez, a história não teve um final justo e digno para as aves, vítimas da ação criminosa dos humanos. Os pássaros foram encaminhados para escritórios da área sanitária e ambiental da Câmara Municipal de Leeds, onde foram mortos. Duplo erro: dos contrabandistas que transportavam os pássaros, e das autoridades que os apreenderam e assassinaram. A Prefeitura diz estar investigando o caso.
           Os pássaros contrabandeados chegavam de um vôo de Islamabad, no Paquistão. (Foto: Daily Mail)

          Os pássaros contrabandeados chegavam de um vôo de Islamabad, no Paquistão. (Foto: Daily Mail)
          Um porta-voz da Câmara disse: “Com base em conselhos de especialistas veterinários de Defra, os pássaros foram humanamente destruídos (sic) para prevenir qualquer risco de saúde pública”.
          Sam Bullimore, diretor assistente da área de Segurança do Aeroporto de Leeds Bradford, declarou que os funcionários, que são treinados para o inesperado, ficaram surpresos com a situação. “Foram tentativas surpreendentes de contrabando, como nunca havíamos visto antes em Leeds Bradford”. Ele afirma que o transporte clandestino de animais – que ele chama de “carga viva”, é proibido, “pois ameaça a saúde de animais e pessoas, e caracteriza crueldade aos animais”.
           Uma mala continha 5 pássaros em gaiolas individuais; e outra continha 4. (Foto: Daily Mail )

          Uma mala continha 5 pássaros em gaiolas individuais; e outra continha 4. (Foto: Daily Mail )
          Segundo um funcionário do aeroporto, nem todas as bagagens são radiografadas. O fato das malas que continham os pássaros terem passado pela radiografia foi casual, e somente por isso a tentativa foi descoberta.
          Os pássaros não estavam emitindo ruído pelo fato de estarem dentro das malas escuras – a escuridão teria feito com que ficassem silenciosos, de acordo com a reportagem.
           A radiografia da mala acusou a presença dos pássaros. Os animais foram mortos em seguida, pelas autoridades locais do Reino Unido. (Foto: Daily Mail)

          A radiografia da mala acusou a presença dos pássaros. Os animais foram mortos em seguida, pelas autoridades locais do Reino Unido. (Foto: Daily Mail)
          fonte: anda.jor